9d7e0a31-237b-45b9-9080-1dac414a6d78

Wrestling conhece campeões brasileiros

O Campeonato Brasileiro de Wrestling 2018 disputado no último sábado Jequiá Iate Clube, Ilha do Governador consagrou novos campeões nacionais e promete acirrar a disputa por uma vaga na equipe nacional que busca a partir de 2019, vagas para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Com novo sistemas de pesagem, realizada agora no mesmo dia e novas categorias olímpicas nos estilos greco-romano e wrestling feminino, lutadores mudaram de peso e fizeram combates de alto nível técnico e em alguns casos decididos nos segundos finais.

“Foi o campeonato mais equilibrado de todos e não teve luta fácil para ninguém. Na semifinal, ganhei do Kenedy Pedrosa, campeão em 2014 e, na final, o Diego Romanelli medalhista pan-americano e campeão Brasileiro da categoria até 59kg antes de mudar para 67kg. Isso mostra que nós atletas estamos evoluindo, um força o outro a melhorar. O wrestling brasileiro é que sai vencedor”, comentou Joílson Júnior, campeão da categoria até 67kg que arrancou aplausos dos presentes e uma das promessas para os Jogos Olímpicos de Tóquio- 2020.

Além de Joílson, outro destaque do estilo greco-romano foi André Pinto que superou Ronisson Brandão, dominante na categoria no último ciclo olímpico. Já no wrestling feminino, Kamila Barbosa superou a medalhista pan-americana, Caroline Soares, e ficou com o ouro na divisão até 50kg. A fluminense de Niterói Gracyenne Helena, categoria até 53kg, encontrou o golpe da vitória a três segundos do fim contra a potiguar Rosemary Brito, quando perdia a três segundos do fim do combate e ficou com o primeiro lugar. Mesmo sem a medalhista mundial Aline Silva, em fase final de recuperação em virtude de uma trombose, a equipe feminina de São Paulo terminou empatada com a do Rio de Janeiro em ouros, quatro para cada estado.

No estilo livre mais uma luta decidida no último golpe. O carioca Wellington Silva, na categoria até 57kg do estilo livre. A promessa amazonense Daniel Nascimento, 19 anos, vencia por 5 a 4 até o segundo final, quando Wellington conseguiu empatar e vencer no critério de desempate do último golpe aplicado. O Desafio foi pedido e os árbitros, depois de assistir o vídeo, confirmaram a vitória de Wellington, que completa 40 anos em março.

“Deixei minha família passando férias na Região dos Lagos do Rio para treinar e buscar o título. Não importa a idade, se você faz o que ama e se dedica para isso, uma hora você é recompensado, enquanto tiver forças, vou seguir lutando. Acreditei até o final e no último ataque deu certo”, explicou o experiente Wellington. .

Na classificação geral por equipes São Paulo ficou em primeiro lugar, Rio de Janeiro em segundo e Minas Gerais em terceiro. O wrestling nacional volta a se reunir em março para disputa do Campeonato Brasileiro Cadete 2018, para atletas de 15 a 17 anos, dia 23 de março, também no Iate Clube Jequiá, Rio de Janeiro.

Confira a lista com todos os campeões brasileiros de 2018 com os primeiro colocados das categorias olímpicas em negrito.

ESTILO GRECO-ROMANO
55kg
Sargis Kachataryan (SP)
60kg
Marat Garipov (GO)
63kg
Mauri Vicente (SP)
67kg
Joílson Júnior (RJ)
72kg
David Pereira (SP)
77kg
Ângelo Moreira (MG)
82kg
Adil Hendresson (SP)
87kg
André Pinto (RJ)
97kg
Davi Albino (RJ)
130kg
Rafael Crystello Filho (ES)

WRESTLING FEMININO

Até 50kg
Kamila Barbosa (SP)
53kg
Gracyenne Helena (RJ)
55kg
Tânia Silva (DF)
57kg
Giullia Penalber (RJ)
59kg
Karoline Santana (SP)
62kg
Lais Nunes (SP)
65kg
Poliana Lopes (RJ)
68kg
Dailane Reis (DF)
72kg
Thamires Martins (RJ)
76kg
Brenda Aguiar (SP)

ESTILO LIVRE
57kg
Wellington Silva (RJ)
61kg
Michel Jesus (SP)
65kg
João Victor Silva (SP)
70kg
Marcus Junior (SP)
74kg
Thales Reis (RJ)
79kg
Lucas Machado (AM)
86kg
Pedro Rocha (RJ)
92kg
Igor Galvão (MG)
97kg
Felipe Cesar (SP)
125kg
Jhonatan Lopes (RJ)

Categorias
EsportesLutasWrestling

Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This