Vegas Fight Night agitou Betim (MG) com grandes duelos e disputas de cinturão

A cidade mineira, localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, recebeu pela primeira vez um evento de MMA no último sábado (18) e o Ginásio Poliesportivo Divino Braga foi o palco da grande festa, que além dos 14 ótimos combates, recebeu também um Torneio de Poker, onde Rodrigo Rocha embolsou R$3.000,00 e, de quebra, levou para casa um cinturão, igual aos dos campeões do octógono.

Com três cinturões em disputa, o Vegas FN apresentou uma estrutura de primeira, não deixando nada a desejar aos grandes eventos das capitais, começando pela Pesagem Oficial, que foi realizada num dos principais shoppings da cidade, o Monte Carmo, onde o público parou para assistir às tradicionais encaradas e todos os 28 atletas mostraram muito profissionalismo ao bater seus respectivos pesos.

Já no Divino Braga, “o bicho pegou”. Na luta principal da noite, Fernando “Ben 10”, depois de um início de round com trocação franca, apostou no clinche na grade e aplicou um knockdown com uma joelhada certeira no rosto de “Grilinho” Silva e tentou ir para as costas, mas logo depois conseguiu a montada. Na tentativa de inverter a posição, Grilinho acabou deixando o braço, Ben 10 aproveitou a brecha e pegou o arm lock.

“Treinei muito para essa luta, sabia a qualidade do meu adversário, um cara muito duro e muito experiente mas, Graças a Deus, deu tudo certo e a finalização veio do jeito que meus mestres queriam”, vibrou o campeão da categoria Palha do Vegas FN.

Após o combate, Grilinho confessou que estava com uma lesão no ombro, mas para não prejudicar o evento e, principalmente, em respeito ao seu adversário, resolveu lutar assim mesmo mas, infelizmente, afirmou que esta lesão o prejudicou muito e pediu a revanche na próxima edição do evento, prontamente aceito pelo campeão.

A disputa pelo cinturão da categoria Mosca foi uma verdadeira guerra entre Sostines “Espirro”, da equipe paulista Babuíno Gold Team e Gabriel Folha, da mineira ATS Team. Durante os cinco rounds a luta em pé predominou, com boas sequencias de ataques de ambos os lados, mas Espirro foi mais contundente e teve um volume de jogo maior, o que levou os árbitros laterais a declararem sua vitória por decisão unânime.

“Eu considero esta uma das lutas mais duras da minha carreira, um menino duro, experiente, estava invicto com 7 vitórias seguidas, mas Graças a Deus, minha equipe, minha família e o pessoal da Gueras, que me ajudou em tudo, esta batalha está vencida”, comemora Espirro, que finaliza falando de sua emoção ao conquistar o cinturão no evento organizado pelo seu irmão: “É algo inexplicável na minha vida, a gente que luta, persiste naquele sonho e Graças a Deus consegui conquistar. É uma etapa, mas em nome de Jesus, muita coisa ainda está por vir”.

Já o cinturão Meio-médio foi conquistado de uma maneira inusitada. Após um início de round com muita trocação, Jhonny Vieira tentou aplicar uma queda de quadril em Eduardo “Blade” que, mesmo com o golpe encaixado, se defendeu e fez com que Jhonny caísse de cara no chão. O impacto foi tão forte quanto um knockdown. Blade precisou de mais alguns socos para o árbitro interromper o combate.

Estas três disputas de cinturões, somadas às demais onze lutas, proporcionaram ao público de Betim uma experiência inédita, que foi muito bem vista pelos governantes da cidade, que foram também os grandes apoiadores para a realização do Vegas Fight Night.

“Quero agradecer demais o apoio do prefeito de Betim, Vittorio Medioli, seu vice, Dr. Vinícius Resende, da Secretária de esportes, Andreia Avelar, e do secretário de eventos Jaime Tales, sem eles nada disso teria acontecido. Vou aproveitar para agradecer também a todos os patrocinadores, apoiadores, o pessoal que ajudou na organização e, principalmente, à minha esposa, Sayane, que correu junto comigo. Trabalhamos feito uns loucos, o mérito é todo dela!”, vibra Tonny Geléia, organizador do evento, que comemora o interesse de várias pessoas na realização da segunda edição.

“Tem três prefeituras da região que me procuraram para realizarmos o Vegas em suas cidades, além de algumas casas de shows. Acredito que muito em breve teremos novidades”, finaliza.

E realmente foi um grandioso evento, que colocou a cidade de Betim no mapa do MMA nacional. Que venham as próximas edições!

Confira os resultados do Vegas Fight Night

Disputa de Cinturão – Palha

52kg – Fernando Ben 10 (BH Sparta) finalizou Grilinho Silva (Babuíno Gold Team) com um arm lock, aos 4min24s do primeiro round

Disputa de Cinturão – Mosca

57kg – Sostines “Espirro” Carvalho (Babuíno Gold Team) venceu Gabriel “Folha” Pimenta (ATS Team) por decisão unânime;

Disputa de Cinturão – Meio-médio

77kg – Eduardo “Blade” (ATS Team) nocauteou Jhonny Vieira (Gordin Team), aos 1min09s do primeiro round

MMA 

84kg – Marcelo Animal (BH Rhinos) nocauteou Welington Negão (Profight Team), aos 2min57s do primeiro round

66kg – Cícero Gardenal (Babuíno Gold Team) venceu Wanderson Shaolin (BH Rhinos) por decisão dividida;

66kg – Jhonny Winchester (Mamute Team) venceu André Bandeira (Equipe Combat) por decisão unânime

84kg – Walison Neguinho (Elite Team) finalizou Leandro Caveirão (Babuíno Gold Team) com um mata leão, aos 4 minutos do primeiro round

52kg – Natalia Silva (Pro Fight) venceu Simone Silva (Sandá Brasil) por decisão unânime

52kg – Daniel Miojo (ATS Team) finalizou Vitor Mariano (Sandá Brasil) com um arm lock, aos 1min56s do primeiro round

93kg – Martin Farley (Chute Boxe/Lucas Mineiro) nocauteou Rodrigo Sousa (Elite Team), aos 2min59s do primeiro round

Submission

72kg – Caio Gregório (Gordin Team) venceu Marcos Babuíno (Babuíno Gold Team) por pontos, 2 x 0

93 kg- Alessandro Gambulino (Pantera Negra) finalizou Alberto Luxa (ASL Team) com um arm lock, aos 5min38s

K-1

70kg – Francis Cardoso (Sandá Brasil) venceu Luis Rodrigues Nuno (Sparta Team) por decisão unânime

70kg – Willian Wallace (Águia Team) venceu Ederson Mondragon (ASL Team) por decisão unânime

Categorias
MMA




Relacionados