Thiago Silva comemora vitória no Fight 2 Night e não descarta retorno ao UFC

O atleta disse a seguinte frase em relação ao retorno: “Não sou eu que decido”

Thiago Silva retornou ao Brasil em grande estilo, sem lutar em solo brasileiro desde 2013 quando venceu Matt Hammil pelo UFC em Barueri, o paulista entrou em ação na última sexta-feira (04) para enfrentar Rameau Sokoudjou na primeira edição do Fight 2 Night, que aconteceu no Rio de Janeiro, e conquistou uma grande vitória por nocaute técnico aos 2m38s do terceiro round.

O atleta da Blackzilians falou sobre a felicidade de voltar a atuar em solo brasileiro, onde está invicto.

“Foi demais, sensação total, energia positiva, estou muito feliz, adoro meu povo, adoro lutar aqui, adoro o calor humano de lutar no Brasil. Está tudo ótimo não tenho do que reclamar”, disse.

No Fight 2 Night, Thiago Silva teve uma parada difícil, já que Rameau Sokoudjou é um lutador experiente com passagens pelo Pride, Strikeforce, Bellator e já venceu grandes nomes do MMA como Rogério Minotouro e Ricardo Arona. O brasileiro elogiou o adversário, mas acredita em sua evolução e disse que está mais experiente.

“Graças a Deus deu tudo certo, ele (Sokoudjou) é um cara duro, tarimbado, experiente e sabe lutar, mas graças a Deus deu tudo certo e consegui ganhar. Dei o meu melhor e pretendo voltar na próxima luta e fazer melhor ainda, quero evoluir. Eu sempre espero lutar os três rounds, o nocaute tem que vir naturalmente. Várias vezes eu tentei o nocaute rápido e acabei sendo nocauteado, perdendo a luta ou tomando knockdown, então a experiência está contando um pouquinho mais agora. Mas foi legal, estou feliz, estou contente pelo resultado positivo é isso que importa”, disse.

Thiago Silva passou por uma fase turbulenta na vida, onde foi demitido do UFC após problemas na justiça com a ex-mulher, onde chegou a ser preso. Para o lutador, os problemas fazem parte do passado e diz estar vivendo uma nova fase na vida. Sobre o futuro, o paulista ainda quer voltar a lutar em 2016 e disse que está vendo algum novo desafio, mas não quis revelar.

“Estou mais experiente, mais focado, sou pai de família agora, duas filhas para criar têm que trabalhar, não tem jeito (risos). Eu ainda quero fazer mais uma luta esse ano, com certeza. Se bobear até duas (risos), a gente está em novembro, dá para pelo menos fazer mais uma luta. Não posso abrir a boca (risos) tem uma coisa aparecendo aí em breve, mas segredo e vocês vão saber daqui a pouco”, disse.

A vitória sobre Rameau Sokoudjou foi a segunda consecutiva, antes Thiago Silva venceu Stav Economou pelo evento russo Akhmat. Desde saiu do UFC, o lutador tem duas vitórias e duas derrotas, onde foi superado por Teddy Holder, no WSOF, e Marcus Sursa pelo Gladiator MMA. O atleta de 33 anos deseja enfrentar os melhores atletas e não descarta o retorno ao Ultimate.

“Eu quero enfrentar os melhores lutadores, independente se eu for para o UFC ou para outro evento. Mas eu quero voltar a lutar com os melhores e estou fazendo o meu trabalho. O resultado vocês puderam ver hoje. Não sei (se as portas do UFC ainda estão abertas). Não sou eu que decido isso, mas também não estou muito interessado em saber não, na realidade”, disse.

Por Thiago Duval

Categorias
MMA




Relacionados