Rodrigo Cavalheiro Brave 13.1
Rodrigo Cavalheiro enfrenta Karl Amoussou no Brave 13 - Divulgação

Rodrigo Cavalheiro pretende desafiar campeão após Brave 13

O meio-médio Rodrigo Cavalheiro vem de vitória arrasadora sobre Alessandro Gambulino em sua estreia no Brave Combat Federation, que aconteceu em Belo Horizonte, no Brave 11. Agora, o brasileiro pega o veterano Karl Amoussou no Brave 13, no dia 9 de junho, em Belfast, na Irlanda do Norte, mas já com um olho no cinturão de sua categoria.

Atualmente o título está com Carlston Harris, que é da Guiana, mas mora e treina no Rio de Janeiro. O atleta da RFT conquistou o cinturão no Brave 8, quando enfrentaria Cavalheiro, mas acabou sendo promovido à disputa de título após o libanês Mohamad Fakhreddine ter tido problemas com o corte de peso. Agora, o atleta da Noguchi Team pretende desafiar o rival em caso de vitória sobre Amoussou.

“Depois que eu vencer o Amoussou, eu vou mandar um recado para o Carlston Harris. Ouvi dizer que ele estaria de olho na minha luta, então vou fazer questão de desafiá-lo. Essa luta já devia ter acontecido, mas ele deu sorte. Agora creio que uma vitória sobre o Amoussou, que é um cara duro e conhecido, vai me credenciar à disputa de título”, comentou Cavalheiro.

Único brasileiro presente no card do Brave 13, o meio-médio curitibano sabe que terá tarefa dura diante do francês Amoussou, que já foi campeão de outros eventos internacionais e tem ótimo nível em pé e no chão.

“Eu vejo essa luta sendo muito dura e muito divertida para os fãs. Ele é um bom striker, então fica confortável em pé, mas também tem um nível alto de judô e um chão muito bom também. Mas eu também sou assim. A ideia é manter a luta em pé e buscar o nocaute, como eu sempre faço. Estou muito bem treinado e otimista, acho que posso ditar aonde a luta acontece e pretendo mantê-la em pé para conseguir mais um nocaute pelo Brave”, comentou.

O Brave 13: Euro Evolution terá, como atração principal, uma disputa de título, com o campeão peso galo Stephen Loman defendendo sua coroa diante do rival Frans Mlambo, companheiro de equipe de Conor McGregor. Os dois já se enfrentaram em 2016, no Brave 1, quando Loman levou a melhor por decisão.

A Irlanda do Norte se tornará o nono país a receber um evento do Brave, após Bahrein, Brasil, Emirados Árabes Unidos, Índia, Cazaquistão, México, Jordânia e Indonésia.

Confira o card do Brave 13

Peso galo: Stephen Loman (c) x Frans Mlambo – Pelo título

Peso casado (73 kg): Norman Parke x Myles Price

Peso meio-médio: Karl Amoussou x Rodrigo Cavalheiro

Peso mosca: Andy Young x Bryan Creighton

Peso pena: Declan Dalton x Zack Zane

Peso casado (80 kg): Sidney Wheeler x Mohammad Fakhreddine

Peso leve: Abdul-Kareem Al-Selwady x Erik Carlsson

Peso médio: Konrad Iwanowski x Glenn Irvine

Peso médio: Chad Hanekom x Tarek Suleiman

Peso casado (73 kg): Cian Cowley Daniel Olejniczak

Peso casado (79 kg): Ben Bennett x Adam Byrne

Peso pena: Piotr Tokarski x Sam Slater

Peso pena: Aidan James x Tommy Martin

Categorias
MMA

Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This