Presidente do Brave elogia MMA brasileiro e explica retorno a Curitiba

Menos de cinco meses após fazer sua estreia no Brasil, o Brave Combat Federation retorna ao país com mais um grande evento, colocando dois novos cinturões em jogo para o Brave 8, que ocorrerá no dia 12 de agosto novamente em Curitiba, palco do Brave 3: Battle in Brazil, em março.

Ao divulgar oficialmente a data do retorno ao Brasil, o presidente do Brave, Mohammed Shahid, elogiou muito o MMA do país e explicou a relação que o evento tem com os brasileiros.

“Eu sempre disse que o Brasil merecia uma promoção que valorizasse seus lutadores e seus fãs. O país é definitivamente um dos pioneiros no esporte, o Brasil nos deu essa linda modalidade, é a casa do MMA. Quero agradecer muito o nosso escritório no Brasil por todo o esforço em nos ajudar a levar o Brave de volta a esse grande país”, comentou Shahid, que também explicou o retorno a Curitiba.

“Nosso último evento no Brasil foi muito emocionante. Nós recebemos muitos agradecimentos e sentimos muita gratidão vindo dos fãs, dos treinadores e lutadores de Curitiba. E queríamos voltar para o Sul por conta disso. Vamos levar grandes lutas para os curitibanos, incluindo duas disputas de cinturão”, garantiu.

Na luta principal da noite, o brasileiro Klidson Abreu tentará se tornar o primeiro campeão meio-pesado da história do Brave ao enfrentar o alemão Timo Feucht, enquanto Mohammad Fakhreddine, do Líbano, e o inglês Carl Booth, duelam pelo cinturão meio-médio da organização.

Categorias
MMA




Relacionados