UFC FIGHT NIGHT: BRUNSON x MACHIDA 2017 – SP – 2017
Lyoto Machida e Derek Brunson fizeram uma encarada tensa, mas respeitosa – Foto: Leandro Bernardes/Framephoto

Lyoto Machida e Derek Brunson fazem encarada tensa na pesagem do UFC Fight Night 119

Tudo pronto para o UFC Fight Night 119. Com os atletas devidamente pesados e os duelos confirmados, os lutadores foram para as tradicionais encaradas na noite da última sexta-feira (27). Durante a pesagem cerimonial o público que compareceu ao Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, recebia os brasileiros com muita festa e os estrangeiros sem se manifestar. O silêncio só foi quebrado quando Colby Covington subiu no palco, quando o americano entrou ouviu uma sonora vaia da torcida.

As vaias para Colby Covington eram esperadas já que durante o “Midia Day” realizado na última quinta-feira (26), o americano falou mal do Brasil. Covington não se abalou com a hostilidade e provocou os fãs pedindo para que o vaiassem mais, levando as mãos aos ouvidos como se não estivesse ouvindo a manifestação dos torcedores e o público correspondeu aos pedidos. Apesar das provocações, na hora da encarada Colby cumprimientou Demian Maia. Já o brasileiro, que entrou no palco na sequência, foi ovacionado pelos fãs da cidade em que nasceu e onde mora. Os dois se enfrentam pelo co-evento principal.

Demian Maia x Colby Covington

Apesar das provocaçõesm Demian Maia e Colby Covington fizeram uma encarada tranquila – Foto: Jason Silva

Na luta principal da noite, Lyoto Machida e Derek Brunson fizeram uma encarada dura, mas respeitosa. O brasileiro, que retorna ao octógono do UFC depois de um ano e meio suspenso, entrou sorridente e foi aclamado pela torcida. Antes de ficar frente a frente com  Bruson, Lyoto soltou novamente o grito que deu no Midia Day, no dia anterior.

“Não tinha melhor lugar para voltar a lutar do que no Brasil, com essa torcida maravilhosa me empurrando. É mais um em campo”, disse Lyoto Machida.

Já Derek Brunson se mostrou confiante de sua vitória contra Lyoto Machida na luta principal do UFC Fight Night 119.

“Eu adoro essa torcida, mas infelizmente vocês não podem entrar lá para ajudá-lo, e eu vou colocá-lo para dormir. Vamos lá!”, disse.

As demais encaradas foram feita de forma intensa, mas respeitosa, com execeção do duelo entre Deiveson Alcântara e Jarred Brooks, válido pelo card preliminar. O brasileiro, que tinha sofrido pela manhã para bater os 57,2kg da divisão, subiu no palco e foi ovacionado pela torcida. O paraense provocou com sinal de tiros e o americano não gostou. Na hora encarada o tempo fechou e os dois ameaçaram trocar golpes em cima do palco, mas os atletas foram separados. Brooks provocou o paraense com sinal de “chororô” para , lembrando o drama de Deiveson mais cedo, quando chorou antes de se pesar.

Confira o card do UFC Fight Night 119

CARD PRINCIPAL

Peso-médio (até 84,4kg): Derek Brunson x Lyoto Machida

Peso-meio-médio (até 77,6kg): Demian Maia x Colby Covington

Peso-galo (até 61,7kg): Pedro Munhoz x Rob Font

Peso-leve (até 70,8kg): Francisco Massaranduba x Jim Miller

Peso-médio (até 84,4kg): Thiago Marreta x Jack Hermansson

Peso-galo (até 61,7kg): John Lineker x Marlon Vera

CARD PRELIMINAR

Peso-meio-médio (até 77,6kg): Vicente Luque x Niko Price

Peso-médio (até 84,4kg): Antônio Cara de Sapato x Jack Marshman

Peso-leve (até 70,8kg): Hacran Dias x Jared Gordon

Peso-meio-médio (até 77,6kg): Elizeu Capoeira  x Max Griffin

Peso-mosca (até 57,2kg): Deiveson Alcântara x Jarred Brooks

Peso-pesado (até 120,6kg): Marcelo Golm x Christian Colombo

Categorias
MMA

Relacionados