Aaron Rajman era atleta da American Top Team – Divulgação

Lutador de MMA é assassinado após ter a casa invadida nos Estados Unidos

O mundo do MMA está de luto. O lutador Aaron Rajman morreu na última terça-feira (04) após uma invasão de bandidos em sua casa, em Boca Ratón (EUA).

De acordo com o xerife responsável pelo Condado de Palm Beach três homens invadiram na última segunda-feira (03) a casa onde Aaron Rajman morava com a mãe e a irmã. Após uma discussão o lutador foi baleado e morreu no dia seguinte. Pelo menos um tiro acertou em cheio Rajman, segundo a polícia de Palm Beach.

Segundo o jornal norte-americano “Sun Sentinel”, a polícia está tratando o caso como homicídio,  mas ainda não há motivos ou suspeitos.

Aaron Rajman tinha 25 anos e treinava da American Top Team (ATT), uma das mais famosas e respeitadas academias dos Estados Unidos e do mundo onde treinam grandes nomes do MMA mundial como a campeã peso galo do UFC, Amanda Nunes, o ex-campeão peso pesado Júnior Cigano, além de Joanna Jedrzejczyk, dona do cinturão peso palha feminino.

Como profissional, Aaron Rajman fez quatro lutas onde venceu duas e perdeu outras duas. Sua última apresentação foi em maio do ano passado quando foi nocauteado por Luis Alvarez  pelo House of Fame 5.

Categorias
MMA




Relacionados