Gabriel de Oliveira enfrenta Tatsuya Kawajiri - Foto: Renato Nogueira

Invicto na carreira, Gabriel de Oliveira estreia no Rizin

Apenas alguns sabem da história, pois a realidade é que desde sempre a luta (de um modo geral) fez parte da vida do atleta. Mas foi aos 16 anos de idade que o até então adolescente oriundo de Macaé, cidade litorânea localizada no norte do Estado do Rio de Janeiro, resolveu praticar artes marciais sem qualquer tipo de compromisso, apenas por hobby. Acontece que aquilo que era tratado como diversão, passou a ser observado com outros olhos quando o atleta percebeu que realmente tinha talento para seguir em frente, tendo como consequência trilhar os caminhos de um lutador profissional.

Com um pouco mais de 10 anos percorrendo o caminho das artes marciais, o lutador possui um cartel de causar inveja em muitos adversários, já que das nove lutas disputadas, todas as nove foram vencidas por ele, inclusive quatro delas por nocaute. Portanto, Gabriel de Oliveira vê sua carreira em uma constante crescente, e hoje em dia já coleciona três cinturões diferentes, sendo eles: Peru Fighting Championship, Top Fight e X Force MMA.

Os recentes triunfos, despertaram atenção de um país localizado em outro continente e cruzando o oceano o atleta fará sua estreia no principal evento de MMA do Japão, o Rizin Fighting Federation; cuja lutaram grandes lendas do MMA como por exemplo, o russo Fedor Emilianenko, considerado por especialistas como um dos maiores lutadores de todos os tempos. Já nesta edição, Gabriel de Oliveira enfrentará o japonês Tatsuya Kawajiri, atleta casca grossa de 39 anos, com passagens pelo Strikeforce, Pride e UFC.

Perguntado sobre a preparação que vem fazendo para enfrentar o maior desafio de sua carreira, o atleta comentou.
“A preparação é sempre bem feita quando você tem a mentalidade certa e os profissionais certos ao seu redor. Eu e minha equipe formamos um grupo pequeno, mas somos unidos e focados no objetivo de crescer cada vez mais”.

O confronto tem data marcada para o dia 15 de outubro, sendo em um peso combinado de até 63 kg; e apesar de enfrentar um adversário mais experiente, Gabriel de Oliveira tentará impor o seu forte ritmo dentro do octógono, aproveitando-se de seu vigor físico para conquistar mais uma importantíssima vitória na carreira.

“Quando entrei nesse esporte foi para ser de verdade, já que sempre almejei poder lutar contra os melhores. Agora a minha hora chegou e apesar de respeitar muito o Kawajiri, irei botar para quebrar. Essa é a minha chance e o meu momento. Gravem meu nome e esperem no mínimo uma verdadeira guerra dentro do octógono”, afirmou o atleta.

 

Categorias
MMA




Relacionados