Dileno Lopes não deu chances para Eliel Topete Dourado e vence a primeira luta depois que saiu do UFC – Foto: Thiago Duval

Dileno Lopes vence na luta principal do Shooto Brasil 70 que contou com um show de finalizações

A 70ª edição do Shooto Brasil contou com grandes lutas e o público que compareceu ao Clube Hebraica Rio, na Zona Sul do Rio de Janeiro, pode assistir um grandes duelos com um show de finalizações. Na luta principal da noite, o ex-UFC Dileno Lopes superou Eliel Topete Dourado em seu primeiro combate após a saída do Ultimate. No co-evento, Thiago Manchinha levou a melhor sobre Guilherme Doin por nocaute técnico no segundo round.

O evento contou com a presença da campeã olímpica de Judô nos Jogos do Rio de Janeiro, Rafaela Silva, que recebeu uma homenagem no Hebraica Rio e aproveitou para dar uma passada no salão nobre do clube para assistir aos grandes duelos da 70ª edição do Shooto Brasil.

Na luta principal da noite, Dileno Lopes entrava em ação para sua primeira luta desde a saída do UFC. O duelo começou bastante movimentado com Eliel Topete Dourado tentando surpreender ao conectar fortes golpes, mas na primeira oportunidade, o amazonense colocou a luta para baixo e no chão não precisou de muito tempo para encaixar uma guilhotina, obrigando Topete Dourado a dar os três tapinhas de desistência.

“Graças a Deus, estou muito feliz por essa vitória, já que batalhei muito, treinei muito e estudei meu adversário, pois sabia que ele era forte na trocação. Ele já lutou com alguns de meus amigos da equipe, então eles passaram certinho o jogo dele para mim. Cozinhei um pouco ele em cima, esperei um pouco o momento certo para atacar e coloquei para baixo onde é o meu forte e consegui a vitória”, disse.

Thiago Manchinha conquista o único nocaute da noite sobre Guilherme Doin

]No co-evento principal, Thiago Manchinha surpreendeu Guilherme Doin, que dominava e esteve perto de fechar a luta ainda no primeiro round, quando conectou um belo soco conquistando o knockdown. Mas no segundo round a história mudou com Manchinha indo para cima e após uma sequência de golpes, conseguiu a montada para aplicar uma sequência de socos no ground and pound até o árbitro interromper o duelo.

Acompanhado por policias do Bope, Rafael Bernardo vence

Assim como todas as suas lutas, Rafael Bernardo que assim entrou no cage acompanhado de policiais do Bope. Se não deu o mesmo show de combates anteriores no Shooto, onde nocauteou ou finalizou, o atleta de Cabo Frio fez uma luta bem movimentada e de forma tática dominou os três rounds levando o adversário para o chão. No solo, Rafael teve algumas oportunidades para finalizar o combate, mas Roger Berger conseguiu se defender. No final, o atleta da Nova União levou a melhor por decisão unânime.

Show de finalizações marcaram a edição

O Shooto Brasil 70 ficou marcado por um show de finalizações e a primeira da noite veio com Rangel de Sá, que aproveitou um descuido de Jobson Nogueira para encaixar uma chave de braço e dar números finais ao combate.

A luta de Maycon Boca e Ralph Leandro parecia que terminar em nocaute, já que no primeiro round os dois lutadores fizeram um duelo de trocação franca, onde Boca levou a melhor tomando conta do cage e pressionando o adversário.

No segundo round, Maycon aproveitou um descuido de Ralph e no chão conquistou a finalização ao conectar um belo arm lock para dar números finais ao duelo. O combate entre Matheus Malta e Jean Torres foi marcado pela intensidade. Jean começou melhor no confronto aplicando bons golpes no ground and pound, mas Matheus conseguiu reagir e surpreendeu ao encaixar um arm lock obrigando o adversário a dar os três tapinhas e desistência.

Na única luta feminina da noite Joice Mara conquistou uma bela vitória. Elaine Leal começou melhor na luta aplicando fortes golpes por cima, mas a amazonense surpreendeu a adversária ao conectar um triângulo. Elaine tentava resistir e na base do desespero tentou aplicar o “bate-estaca”, mas cada vez que tentava, o golpe de Joice ia ficando cada vez mais justo e aos 3min e 42 seg a atleta da Eudes Team / GFT não resistiu e deu os três tapinhas de desistência.

Duelo de MMA amador abriu a noite

A noite de lutas do Shooto Brasil 70 se iniciou com um duelo de MMA amador onde Luanderson Silva levou a melhor sobre Cleiver Fernandes por decisão unânime

Confira os resultados do Shooto Brasil 70

Até 61kg: Dileno Lopes (Nova União) finalizou Eliel Topete Dourado (BPT) com uma guilhotina a 1min e 48seg do primeiro round

Até 70kg: Thiago Manchinha (Baixinho Team) venceu Guilherme Doin (Nova União) por nocaute técnico (socos) a 1min e 57seg do segundo round

Até 68kg (combinado): Rafael Bernardo (Nova União) venceu Roger Berger  (DTM / Mezenga Team) por decisão unânime (triplo 30×27)

Até 57kg: Maycon Boca (Nova União) finalizou Ralph Leandro  (Ari Fight) com uma chave de braço a 1min e 52seg do segundo round

Até 52kg: Joice Mara (JMT / Manaus Fight) finalizou Elaine Leal (Eudes Team / GFT) com um triângulo aos 3min e 42 seg do primeiro round

Até 57kg: Matheus Malta (Diogo Tavares Team) finalizou Jean Torres (Belfort Gym) com uma chave de braço aos 3min e 27seg do primeiro round

Até 68kg (combinado): Rangel de Sá (Team Lumpinne Thai / Nova União) finalizou Jobson Nogueira (Nova União GS Team) com uma chave de braço a 1min e 02seg do primeiro round

Até 63kg (combinado): Carlos Augusto (Corinthians MMA) venceu Hudson Sombra  (Nova União) por decisão unânime (triplo 30×27)

Card amador

Até 61kg: Luanderson Silva (BPT Pernambuco) venceu Cleiver Fernandes (Nova União) por decisão unânime (triplo 29×28)

Categorias
MMA

Relacionados