Carlston Harris é o substituto de Mohammad Fakhreddine no Brave 8 – Divulgação

Carlston Harris se diz tranquilo com mudança de oponente no Brave 8 e busca luta pelo título

O meio-médio Carlston Harris faria sua segunda apresentação pelo Brave contra Carlos Leal Miranda, no card principal do Brave 8: The Rise of Champions, que acontece no dia 12 de agosto em Curitiba. Algumas semanas antes do duelo, porém, seu oponente deixou a luta e ele agora enfrentará Rodrigo Cavalheiro.

Nascido na Guiana, mas treinando e morando no Rio de Janeiro há muitos anos, Harris se sente em casa no Brasil e está animado em lutar novamente no seu país adotivo por um evento internacional. A animação é tanta que nem a mudança de adversário baixou seu entusiasmo. Pelo contrário. Após nocautear a promessa Thiago Monstro no Brave 3, em março, “Moçambique” promete outro show, desta vez contra um veterano como Cavalheiro.

“Eu estou sempre treinando, cara. Eu nunca paro, então não tive muita reação com a troca de adversário. Na verdade, eu ficaria muito triste se não pudesse lutar, porque me dediquei muito nestes últimos meses. Mas eu fiquei muito feliz com o Brave, que me deu um outro oponente logo depois e me deu um cara muito bom. Então, quero agradecer ao Rodrigo e ao Brave. Prometi aos diretores que iria dar um show e agora faço a mesma promessa para os fãs. No dia 12 de agosto vou dar outro grande show para todos”, comentou Harris, que está invicto há três lutas.

Depois de descobrir que Leal não poderia enfrentá-lo, Carlston garante que está mais feliz com o novo oponente. Ele acha que Cavalheiro e sua experiência fora do Brasil poderão lhe ajudar a chegar a novos patamares em sua carreira.

“Eu sou muito versátil, então tenho vários planos de luta. Tudo depende de como a luta se desenrolar. Acredito muito em mim mesmo e sei que ele vai tirar o melhor de mim. Rodrigo tem muita experiência, lutou por vários eventos internacionais e é exatamente esse tipo de luta que eu quero”, garantiu Carlston, que estará de olho na luta co-principal do evento, com Mohammad Fakhreddine enfrentando Carl Booth pelo título inaugural de sua divisão.

“Cara, vai ser um lutão. Os dois são muito agressivos, mas também técnicos. Depende muito de como o jogo vai encaixar. Não tenho ideia de quem vai levar essa luta, não sei mesmo. Só sei de uma coisa: eu quero o vencedor, com certeza”.

O Brave 8: The Rise of Champions acontece em Curitiba, no dia 12 de agosto e terá duas lutas de título. Além do já citado combate pelo  cinturão meio-médio, o brasileiro Klidson Abreu enfrenta a promessa alemã Timo Feucht na luta principal. O duelo será válido pelo título inaugural do meio-pesado. Em novembro, o Brave retorna ao Bahrein para fechar a International Combat Week com um excelente evento junto ao IMMAF World Championships.

Categorias
MMA

Relacionados