Carlão Silva não deu chances a Felipe Douglas e venceu com um lindo nocaute – Foto: Natalino Werneck/Werneck Produções

Carlão Silva aplica belo nocaute e fatura cinturão inaugural dos super-leves no Shooto Brasil 78

A noite do último domingo, dia 26 de novembro, marcou a 78ª edição do Shooto Brasil. Após aderir às novas categorias de peso incorporadas as Regras Unificadas de MMA, o evento coroou Carlão Silva como o primeiro campeão da divisão dos super-leves (até 74,8kg). Na Arena Upper, no Rio de Janeiro, o potiguar bateu o paulista Felipe Douglas na luta principal do Shooto Brasil 78 e marcou seu nome como detentor do título da nova categoria. Na co-luta da noite Roger Berger surpreendeu e bateu o experiente Zezão Trator por finalização após estar perdendo a luta. O card contou com outras oito lutas com destaque para Diego Fiuri, que nocauteou Vavá Lana ainda no round inicial.

Protagonistas da luta principal da noite Carlão Silva e Felipe Douglas disputaram o cinturão inaugural da categoria dos super-leves, recém-incorporada ao Shooto Brasil. Com carteis parecidos os dois não mantiveram essa igualdade dentro do cage. Depois de um início estudado, com ambos trocando poucos golpes, Carlão Silva acertou um jab certeiro na ponta do queixo de Felipe, que já caiu quase apagado. O árbitro ainda esperou para ver se o paulista iria se recompor, mas Carlão veio para cima e finalizou o duelo com mais uma sequência de socos. Belo nocaute e a categoria do super-leves conheceu seu primeiro campeão.

Na co-luta principal da noite o experiente Zezão Trator encarou Roger Berger. Com passagens por eventos internacionais como Bellator e ACB, Trator parecia que iria fazer valer sua experiência e seu vigor físico ao dominar boa parte do duelo. Mas no round final, Roger se recuperou e achou uma guilhotina letal para virar a luta e sair vitorioso por finalização. No confronto entre Diego Fiuri e Vava Lana o que se viu foi praticamente um monólogo. Melhor desde o início, Diego não teve dificuldades para impor seu jogo de ground and pound e vencer Vavá por nocaute técnico ainda no round inicial.

O confronto entre os pesos-pesados Wagner Maia e Raphael Pessoa, que seria o main event da edição 76 do Shooto, decepcionou o público presente na Arena Upper. Quem esperava um nocaute, tradição dos dos duelos entre atletas mais pesados, viu um embate muito truncado, desenrolado quase todo na luta agarrada. No final, melhor para Raphael que venceu por unanimidade. Já o embate entre Klinger Pinheiro e Victor Paçoca foi exatamente o oposto e levantou a galera. Com muita trocação e disposição os dois atletas protagonizaram uma verdadeira batalha, vencida por Victor com um mata-leão fatal no round derradeiro. Na única luta feminina desta edição, Marcela Giantomassi se recuperou de um knockdown sofrido com alguns segundos de combate para bater Valesca Tina por decisão dividida.

Nas lutas inaugurais do Shooto Brasil 78 a velha máxima de ‘só o jiu-jitsu salva’ imperou. Os destaques foram Heder Araújo e Alan Alves. O primeiro não tomou conhecimento de Wesley Cesar e achou uma bela finalização por mata-leão ainda no round inicial. Já o segundo teve um pouco mais de trabalho, mas bateu o africano radicado no Brasil Mohamed Camara com um triângulo no segundo assalto. Vandirson Alves e João Paulo King foram outros vencedores da noite ao baterem Felipe Oliveira e Lincoln Barbosa, respectivamente.

Confira os resultados do Shooto Brasil 78

Carlão Silva venceu Felipe Douglas por nocaute a 1min e 52seg do primeiro round

Roger Berger finalizou Zezão Trator com uma guilhotina aos 2min e 44seg do terceiro round

Diego Fiuri venceu Vavá Lana por nocaute técnico aos 4min e 35eg do primeiro round

Raphael Pessoa venceu Wagner Maia por decisão unânime

Victor Paçoca finalizou Klinger Pinheiro com um mata-leão aos 3min e 27seg do terceiro round

Marcela Giantomassi venceu Valesca Tina por decisão dividida

João Paulo King venceu Lincoln Barbosa por decisão unânime

Vandirson Alves venceu Felipe Oliveira por nocaute tecnico aos 5min do segundo round

Alan Alves finalizou Mohamed Camara com um triângulo aos 4min e 2seg do segundo round

Heder Araujo finalizou Wesley Cesar com um mata-leão aos 4min e 30seg do primeiro round

Categorias
MMA




Relacionados