Amanda Nunes ainda campeã
Amanda Nunes mantém cinturão dos galos – Foto: Getty Images

Amanda Nunes nocauteia Raquel Pennington e mantém cinturão

Em sua primeira defesa de cinturão no Brasil, Amanda Nunes prometeu que o título do peso galo (até 61kg) permaneceria no país e a baiana cumpriu ao nocautear Raquel Pennington aos 2m36s do quinto round na luta principal do UFC 224, que foi realizado no último sábado (12) no Rio de Janeiro.

Invicta desde 2014, Amanda Nunes entrou em ação para fazer sua terceira defesa de cinturão e teve pela frente sua amiga pessoal Raquel Pennington, mas na hora que as portas do octógono se fecharam as duas lutadoras deixaram a amizade de lado e foi a brasileira que tomou a primeira atitude na luta ao pressionar a americana com diversos chutes que incomodavam as pernas da desafiante. Raquel tentava surpreender na base do contragolpe, mas Amanda mantinha o controle do confronto.

Amanda Nunes voltou para o segundo round indo para cima aplicando boas combinações de socos e chutes não dando chances para Raquel Pennington. A brasileira mantinha a pressão e aplicou uma bela joelhada, mas a americana agarrou nas pernas da Leoa e conseguiu derrubar na segunda tentativa. A desafiante tentou pressionar, mas Amanda logo conseguiu se livrar.

O domínio de Amanda Nunes continuou no terceiro round com a brasileira encurralando Raquel Pennington na grade e aplicou boas combinações de socos e chutes, não dando chances para a adversária. A americana tentava reagir na luta indo para cima de Amanda, mas foi jogada no chão pela brasileira. Por cima, a campeã dominou até o árbitro interromper e colocar as duas lutadoras em pé. A baiana manteve o domínio até o fim.

Amanda Nunes pressiona

Amanda Nunes dominou o confronto em todos os rounds – Foto: Andre Durão

Dominada nos três rounds anteriores, Raquel Pennington tentou se mais agressiva, mas parou nos fortes golpes de Amanda Nunes, que novamente encurralou a adversária na grade. A brasileira castigava cada vez mais a desafiante e manteve o domínio até o fim do assalto.

No intervalo para o último round, foi possível ouvir Raquel Pennington dizer no córner que não tinha mais condições de lutar, mas seu treinador tentou incentivar a desafiante que voltou para a luta. Amanda Nunes manteve a pressão soltando fortes golpes, enquanto a americana apenas se defendia. A brasileira colocou a desafiante para baixo e no solo aproveitou para desferir cotoveladas na adversária. A americana tentou resistir, mas não deu e aos 2m36s do quinto round o árbitro interrompeu o combate.

“Eu nunca lutei com uma amiga. Essa foi a primeira vez. Eu respeito demais essa mulher. Essa foi a coisa mais difícil que fiz na minha carreira. Tive que fazer isso para defender o cinturão, que era o meu maior sonho. Vamos tomar uma cerveja juntas como amigas hoje à noite. Obrigada a todos que vieram hoje aqui. Foi muito importante para mim ontem, no palco da pesagem. Foi surreal, eu nunca senti nada disso. Eu moro lá fora, mas eu defendo a bandeira do Brasil. Saí para buscar um sonho. Feliz dia das mães. Dona Ivete, amanhã eu viajo e vamos fazer a festa. É tudo nosso!”, comemorou Amanda Nunes.

Com a vitória, Amanda Nunes manteve o cinturão peso-galo feminino em seus domínios em sua terceira defesa e manteve uma invencibilidade de sete lutas que dura desde 2014. Já Raquel Pennington interrompeu uma sequência de quatro vitórias consecutivas.

Confira os resultados do UFC 224

CARD PRINCIPAL

Amanda Nunes venceu Raquel Pennington por nocaute técnico (socos) aos 2:36 quinto round

Kelvin Gastelum venceu Ronaldo Jacaré por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)

Mackenzie Dern vence Amanda Cooper por finalização (mata-leão) aos 2:27 do primeiro round

John Lineker venceu Brian Kelleher por nocaute (socos) aos 3:43 do terceiro round

Lyoto Machida vence Vitor Belfort por nocaute (chute) aos 1:00 do segundo round

CARD PRELIMINAR

Cézar Mutante vence Karl Roberson por finalização (katagatame) aos 4:45 do primeiro round

Alexey Oleynik venceu Júnior Albini por finalização (ezekiel choke ) aos 1:45 do primeiro round

Davi Ramos vence Nick Hein por finalização (mata-leão) aos 4m:15s do primeiro round

Elizeu Capoeira vence Sean Strickland por nocaute técnico (socos) aos .3:13 do primeiro round

Warlley Alves venceu Sultan Aliev por nocaute técnico (interrupção médica) no intervalo do segundo para o terceiro round

Jack Hermansson vence Thales Leites por nocaute técnico (socos) aos 2:10 do terceiro round

Ramazan Emeev venceu Alberto Miná por decisão unânime (triplo 30×27)

Markus Maluko venceu James Bochnovic por finalização (mata-leão) aos 4:28 do primeiro round

Categorias
MMA

Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This