Paulo Tebar e Guilherme Sanchos disputam o título dos super-leves – Foto: David Leite

WGP desembarca em Curitiba com disputa de título, lutas bônus e Challenger GP

Não há como não falar na cidade de Curitiba quando se trata de luta em pé no Brasil. Um dos principais berços da trocação no país, a capital paranaense finalmente recebe uma edição do maior evento de kickboxing da América Latina. O WGP realiza seu 38º show neste sábado, dia 1º de julho, no Círculo Militar com um card recheado de atrações para os fãs paranaenses. Além da disputa de cinturão dos super-leves (64.5kg) entre Paulo Tebar e Guilherme Sanchos, o evento realiza duas lutas bônus – que ocorrem após a luta principal – com as estrelas do esporte mundial Jhonata Diniz e Ariel Machado encarando o paraguaio Carlos Meza e o argentino Lucas Alsina, respectivamente. O Challenger GP dos super-leves que define o próximo desafiante ao título também agitar o card. O evento tem início às 17h30 e conta transmissão ao vivo do Canal Combate, Fox Sports e Bandsports a partir das 20h.

Na próxima sexta-feira, dia 30, foi realizada a pesagem oficial do WGP Curitiba e o clima foi um misto de respeito e tensão entre os atletas presentes no card. Protagonistas da luta principal da noite, que vale o título dos super-leves, Paulo Tebar e Guilherme Sanchos não tiveram problemas com a balança. Ambos ficaram dentro do limite marcando 64,5kg e 63,5kg, respectivamente. Outros destaques da noite e representantes das lutas bônus Ariel Machado e Jhonata Diniz também atingiram normalmente seus pesos pelas categorias dos pesados (até 94kg) e super-pesados (+94kg), assim como seus adversários Lucas Alsina e Carlos Meza. O Challenger GP dos super-leves também foi confirmado com os quatro atletas dentro do limite da categoria.

Paulo Tebar e Guilherme Sanchos lutam por título vago

O duelo principal do WGP Curitiba coloca frente a frente o paulistano Paulo Tebar e o gaúcho Guilherme Sanchos. Para Tebar, que tem 26 anos e uma carreira de oito vitórias e apenas três reveses, essa é chance de conquistar o segundo cinturão do WGP, já que já foi campeão dos leves. “Eu procuro não pensar nessa questão de conquistar dois cinturões. Meu grande objetivo é conseguir dar o meu melhor no dia da luta, proporcionar um grande show para os fãs e o público”, afirma.

Já Sanchos, um ano mais novo que Tebar, enxerga o título como a chance de mudar a carreira de patamar e mostra inspiração no ex-campeão da categoria Emerson Falcão, que deixou o título vago recentemente após nova correção na grave lesão na perna direita. “Tebar é um grande atleta. Vai ser uma luta boa de assistir. Estou planejando anular o jogo dele e levar esse cinturão, que seria uma realização pessoal e mudaria minha carreira. O Falcão é um cara que me inspira, muito guerreiro. Exemplo de superação mesmo. Acompanho ele nas redes sociais, vi dando aula mesmo machucado com um ferro na perna e me inspiro nele para ser campeão sim”, garante.

Ariel Machado e Jhonata Diniz encaram pedreiras sul-americanas em lutas bônus

Ariel Machado e o argentino Lucas Alsina fazem o último duelo da noite - Foto: David Leite

Ariel Machado e o argentino Lucas Alsina fazem o último duelo da noite – Foto: David Leite

Diferente de outras edições, o WGP Curitiba terá duas lutas bônus que ocorrerão após a luta principal da noite, como uma forma de presentear os fãs locais. O curitibano Ariel Machado, que encara o argentino Lucas Alsina pelos pesados (até94kg), é um dos grandes nomes do kickboxing mundial e festeja a chance de retornar ao WGP depois de dois anos. “Estou amarradão em retornar ao WGP, foi onde tive a chance de mostrar meu trabalho. Graças ao evento voltei ao cenário mundial e as coisas começaram a acontecer na minha carreira. Sensação de voltar para casa mesmo, literalmente, já que o evento vai ser aqui na minha cidade, e a expectativa é a melhor possível”, conta.

Outro anfitrião da noite é o peso super-pesado (+94kg) Jhonata Diniz, que faz sua estreia no WGP diante da revelação paraguaia Carlos Meza. Assim como Ariel, Diniz também integra o plantel de lutadores do Glory, principal evento de kickboxing do mundo. “Eu luto onde me sinto bem e o WGP certamente vai me proporcionar essa sensação, é o maior evento da América Latina e sou muito grato por me darem essa oportunidade de lutar na minha casa. Alunos meus que nunca viram uma luta minha vão estar presentes, toda minha família, não vejo a hora de subir no ringue”, festeja.

Challenger GP dos super-leves define novo desafiante

O evento conta ainda com um Challenger GP da divisão dos super-leves. Em uma das semifinais Inglesson de Lara encara Vinicius Bereta enquanto na outra chave Jordan Kranio enfrenta Samuel Pereira. De lados opostos nas chaves os anfitriões Inglesson e Jordan tem trajetórias parecidas. Enquanto o primeiro tem 22 anos e faz sua estreia no WGP com um cartel de 13 vitórias e apenas duas derrotas, o segundo, aos 23 anos, também é estreante no evento e está invicto na carreira com 12 triunfos em 12 duelos disputados.

Seus adversários já são velhos conhecidos do evento. O paulistano Vinicius Bereta fez sete das 11 lutas da carreira no WGP. Já Samuel Pereira vive ótima fase na organização, com 100% de aproveitamento em três duelos disputados. O lutador é o mais experiente entre os quatro participantes do GP, com 31 anos, e soma 17 vitórias em 21 lutas disputadas na carreira. O card completo conta ainda com outras superlutas e um undercard repleto de atletas da região.

Confira o card do WGP Curitiba

CARD PRINCIPAL

Bonus Fight 1
Peso Pesado (94,1 kg) – Ariel Machado (Hemmers Gym / CWB Fight Club – BRA) vs Lucas Alsina (Picante Fight Club – ARG)
Bonus Fight 2Peso Super-Pesado (+94,1 kg) – Jhonata Diniz (Santa Fé Team – BRA) vs Carlos ‘Cliford’ Meza (Team Fight Center / Team Pain – PAR)

Main Event: WGP Super Lightweight Title Bout

Peso Super-Leve (64,5 kg) – Guilherme ‘Ceará’ Sanchos (Ceará Team) vs Paulo Tebar (Veras TK / CT Viscardi Andrade)

Challenger GP: Final

Peso Super-Leve (64,5 kg) – Vencedor da Semifinal 1 vs Vencedor da Semifinal 2

International Super Fight

Peso Casado (73 kg) – Rafael Teixeira (Teixeira Team / ARENA – BRA) vs Sebastian ‘Tata’ Martino (Don Team -ARG)

Super Fight

Peso Meio-Médio (71,8 kg) – Max Koubik (Yamauchi Team) vs Anderson ‘Buzika’ (Inside Munil Adriano)

WGP Super Fights

Challenger GP: Semifinal 2

Peso Super-Leve (64,5 kg) – Samuel Pereira (Ponto 1 Fight) vs Jordan Kranio (Teixeira Team/ARENA)

Challenger GP: Semifinal 1

Peso Super-Leve (64,5 kg) – Vinicius Bereta (União ABC) vs Inglesson de Lara (Free Spirit)

Super Fight

Peso Super-Leve (64,5 kg) – Petros ‘Cabelinho’ Freitas (World Strong Fight Team) vs Sebastian ‘Seba’ Juarez (Team Sud Atlantico – ARG)

Super Fight

Peso Leve (60 kg) – Fabricio Zacarias (Immortal Fight Team) vs Daniel ‘Choque’ (União ABC – CHI)

CARD PRELIMINAR

Fight 

Peso Meio-Médio (71,8 kg) – Italo ‘Sabotagem’ vs Marcos Carvalho

Peso Super-Leve (64,5 kg)  – Wagner Nega vs Hugo ‘Caveira’ Marques

Peso Super-Médio (78,1 kg) – Mateus Nogueira vs Lucas Paredes

Peso Meio-Médio (71,8 kg) – Gilson ‘Koringa’ vs Manoel Fonseca

Peso Leve (60 kg) – Paulo Santiago vs Fernando ‘Pato’

Peso Super-Leve (64,5 kg) – Gabriel de Lima vs Daniel Direto

Categorias
Kickboxing




Relacionados