cbmt_resumo_059
Foto: Renato Nogueira/FotoNaLuta

Junior Luiz sai vitorioso do Skaus Combat

Atleta da Baixada Fluminense, conquistou grande vitória sobre difícil adversário na 2a. Edição do Skaus Combat
cbmt_resumo_057

Foto: Renato Nogueira/FotoNaLuta

O Skaus Combat realizou no último dia 23 de junho a sua segunda edição na Upper Arena, no Rio de Janeiro, e Junior Luiz foi um dos atletas que chamaram atenção no evento ao conquistar uma grande vitória sobre Antônio Luciano por decisão unânime.

Junior Luiz teve pela frente Antônio Luciano e o duelo foi polêmico já que o atleta da Rizzo RVT dominava no confronto e no segundo round conectou uma forte joelhada na barriga de Antônio que alegou que a joelhada foi ilegal e caiu no chão. Enquanto o lutador da FX Kickboxing se recuperava, o telão repetia o lance e mostrava que o golpe de Junior não foi ilegal, que revoltou o público presente, inclusive um dos organizadores, o ex-campeão do UFC, José Aldo que desceu de seu camarote e foi falar com a equipe que o golpe foi legal.

Apesar da frustração de não ter conseguido o nocaute, Junior Luiz manteve a pressão no restante do combate para sair com a vitória por decisão unânime.

“Acho que fiz uma boa luta, sempre começo o primeiro round sentindo um pouco como vai ser a luta e o meu adversário. Procurei fazer o primeiro round nesse ritmo de sentir o adversário, mas sempre andando para frente e buscando o combate e a vitória. No segundo round comecei mais acelerado, pois sabia que o joelho ia entrar e ele deu a brecha. Quando meu joelho entrou ele alegou que pegou um golpe baixo e o árbitro não percebeu que tinha entrado na barriga e meu adversário aproveitou que o juiz não reparou e fingiu que foi na parte genital. Isso me frustrou bastante, o fato de não ter acabado a luta ali no segundo round com nocaute, mas eu não tinha outra alternativa a não ser continuar lutando. No terceiro round procurei lutar com cautela, fiquei um pouco grilado, mas tive que lutar e fiz um bom terceiro round e consegui vencer, mas seria muito bom se o nocaute tivesse vindo, mas já que ele não veio, entendo e fico feliz com a vitória. Teve o erro de arbitragem, mas o erro é algo que qualquer ser humano pode cometer, o importante é que fiz uma grande luta, mas sei que tenho coisas que preciso e vou melhorar para a próxima luta”, disse Junior Luiz, que fez questão de elogiar a organização do Skaus Combat.

“O evento é muito bom e com certeza está entre os melhores do Kickboxing do Brasil e tem tudo para crescer no cenário nacional. O Emerson Falcão e o José Aldo estão de parabéns”, disse.

Oriundo do Kickboxing, Junior Luiz também é atleta de MMA e quer voltar a entrar em ação tanto nas artes marciais mistas quando na arte onde começou, mas para o atleta da Rizzo RVT seu principal foco é o MMA.

“Como sou atleta de MMA continuo treinando tudo, Wrestling, Jiu-Jitsu. O Wrestling com o Laerte Barcelos e o Kickboxing com o Pedro Rizzo e meu plano agora é continuar no MMA, mas as oportunidades que aparecerem de lutar no Kickboxing também quero aproveitar. Onde aparecer a oportunidade estarei lutando, pois nós atletas no Brasil precisamos estar sempre lutando para fazer nosso nome. Quero continuar lutando MMA e Kickboxing para conquistar meu espaço. O MMA é meu maior foco, mas voltei a pegar gosto pela minha arte mãe, que é o Kickboxing e vou lutar os eventos que de fato forem bons para minha carreira no Kickboxing, mas o foco será sempre no MMA”, finalizou.

cbmt_resumo_058

Foto: Renato Nogueira/FotoNaLuta

Categorias
EsportesKickboxingLutasMMAMuay Thai

Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This