Bicampeão do ADCC acredita no seu Jiu-Jitsu para fechar o ano com vitória no Kasai Pro - Foto: Cooper Neil

Yuri Simões fala sobre revanche contra Gordon Ryan em Nova Iorque: “Eu quero muito essa vitória”

A primeira edição do Kasai Pro, evento de submission que está programado para o dia 9 de dezembro em Nova Iorque, vai colocar frente a frente dois campeões da última edição do ADCC. O faixa-preta de Jiu-Jitsu Yuri Simões, campeão do ADCC em 2015 na categoria até 88kg e campeão em 2017 na divisão até 99kg, terá pela frente o americano Gordon Ryan, campeão até 88kg no evento realizado este ano na Finlândia. Embalado pelas recentes conquistas, que inclui um Mundial No Gi da IBJJF, Yuri Simões está motivado para o confronto.

“As minhas expectativas são as melhores possíveis. Eu quero muito essa vitória. O simples fato de querer vencê-lo é a minha maior motivação”, disse Yuri.

Os dois já se enfrentaram em 2016 pelo EBI 6 (Eddie Bravo Invitational) e Gordon saiu vencedor do confronto. Para essa revanche, Yuri garante que ajustou seu jogo e está mais experiente. Sobre Gordon, ele acredita que o americano também evoluiu, mas não a ponto de mudar o seu estilo.

“O jogo dele continua, basicamente, o mesmo. Com certeza ele deve ter evoluído desde a nossa última luta, mas em termos de jogo, de estilo, não acho que ele mudou muito. Mas, para ser bem sincero, eu não fico pensando muito nele ou no que ele mudou. Meu foco é no que eu preciso melhorar ou ajustar para ser campeão no meu próximo desafio. Acredito que esse é o caminho pra evolução. Desde a minha última luta com ele fiz muitos ajustes em várias partes do meu jogo e me considero muito mais experiente como competidor. De resto, luta é luta, e quem compete sabe que lá na hora tudo pode acontecer”, analisou o atleta da Caio Terra BJJ Association.

A superluta entre Gordon e Yuri será de dez minutos, e só a finalização dará a vitória a um dos atletas. Caso não ocorra a finalização, serão dados mais seis minutos extras. Na prorrogação passa a valer pontos (nas regras da IBJJF), mas sem as vantagens.

“A regra de pontuação é da IBJJF, com a única diferença de que nesse evento poderemos cruzar a perna e atacar o calcanhar, o que seriam posições proibidas pelas regras da IBJJF. Eu já lutei em praticamente todos os grandes eventos de grappling do mundo, então, sinceramente, me sinto confortável em qualquer tipo de regra. Eu treino Jiu-Jitsu para lutar em qualquer situação”, encerrou Yuri.

Além da superluta, o Kasai Pro, que tem Rolles Gracie como presidente, irá realizar um GP de pesos-leves com oito atletas. Já estão confirmados no torneio os faixas-pretas Garry Tonon, Gianni Grippo, Celsinho Venicius, AJ Agazarm, Mansher Khera e Junny Ocasio. A organização ainda irá divulgar os dois nomes que vão completar o GP.

Categorias
Jiu-Jitsu




Relacionados