Rodolfo Vieira só conseguiu a vitória com um katagatame a poucos segundos do fim - Foto: Natalino Werneck

Multicampeões no jiu-jitsu, Rodolfo Vieira e Bruno Malfacine finalizam no Shooto Brasil 74

A 74ª edição do Shooto Brasil atraiu muitos olhares, já que dois grandes nomes da arte suave entraram em ação no último domingo (27). Multicampeões no jiu-jitsu, Rodolfo Vieira e Bruno Malfacine subiram no cage da recém inaugurada Upper Arena, na Zona Sul do Rio de Janeiro, cheios de expectativas e não decepcionaram seus fãs vencendo seus adversários em suas especialidades, o chão. Bruno venceu Romário Boaes e Rodolfo levou a melhor sobre Fagner Rakchal, ambos por finalização.

Rodolfo Vieira teve seu adversário trocado, já que a princípio o pentacampeão mundial iria enfrentar Natalício Nascimento, mas foi substituído por Fagner Rakchal. Quem achou que Rodolfo teria vida fácil se enganou, confirmado em cima da hora, Fagner entrou como franco atirador e levou perigo ao atleta da American Top Team mostrando um jogo de muay thai afiado aplicando bons golpes.

A vitória parecia escapando de suas mãos de Rodolfo Vieira, mas o carioca mostrou porque é multicampeão de Jiu-Jitsu e após aplicar uma queda aplicou um lindo katagatame quando faltava pouco mais de 10 segundos para o fim da luta, para levar ao delírio do público presente que vibrou como se fosse final de campeonato.

“Eu acreditei até o final com a ajuda da minha equipe, a família torcendo, o público, acreditei no meu Jiu-Jitsu. Estava tentando trocar, mas vi que seria ruim, pois ele tem mais experiência que eu em pé, mas graças a Deus consegui impor meu jogo e finalizar no segundo round”, disse.

Bruno Malfacine estreia no MMA com vitória sobre Romário Boaes

Nove vezes campeão mundial de jiu-jitsu, Bruno Malfacine fez sua estreia no MMA e não teve muitas dificuldades. O atleta da American Top Team começou colocando a luta para o chão e grudou no oponente  para conseguiu a queda. Assim que colocou o duelo em sua área a finalização parecia questão de tempo e com pouco mais de um minuto, Malfacine encaixou um belo arm lock para vencer a luta e vibrar muito ao lado de sua torcida.

“Como foi minha estreia, estava bem ansioso, pois o tempo de camp foi bem curto, então eu queria trocar em pé, mas achei que seria burrice eu tentar isso, então preferi colocar a luta na minha especialidade e graças a Deus consegui a vitória”, disse.

Categorias
Jiu-JitsuMMA




Relacionados