01
Foto: Renato Nogueira/FotoNaLuta

Léo Hipertensao das noitadas para os octógonos

01

Foto: Renato Nogueira/FotoNaLuta

Acostumado a atuar no mundo das celebridades e sempre ao lado de mulheres bonitas como as atrizes Ísis Valverde, Carol Nakamura e Maria Paula Fidalgo, Leonardo Espírito Santo, também conhecido como Léo Hipertensão, decidiu trocar as noitadas pelos octógonos do Brasil e do mundo e hoje atua como empresário onde passou a cuidar da carreira de atletas de MMA.

Conhecido pela participação no reality show da Rede Globo, Hipertensão e por ser apresentador de atrações esportivas, Léo Hipertensão iniciou a carreira como empresário de atletas de MMA há cinco anos e fala como é seu trabalho.

“A minha paixão por MMA começou há cinco anos atrás, sempre foi apaixonado por esportes, mas esse despertar maior veio quando o TUF veio para o Brasil, então comecei a empresariar um atleta chamado Marcos Feitosa. Me empenhei mais e passei a gostar mais do esporte, então na segunda edição trabalhei com o Guilherme Bomba. Com isso a minha paixão aumentou e me motiva muito trabalhar com a cabeça do atleta, isso me move muito, pois trabalhamos com o sonho das pessoas. Estou aprendendo um pouquinho a cada dia com os atletas”, disse.

Atualmente, Léo Hipertensão cuida da carreira de cinco atletas atletas e conta em seu plantel com atletas como Guilherme Bomba, que teve passagens pelo UFC e Bellator, o experiente Gesias Cavalcante e Rodrigo Cavalheiro, que vem de grande vitória na edição do evento internacional Brave que foi realizado em Belo Horizonte no mês de abril. O empresário mineiro não pretende ter muitos atletas, pois quer dar atenção especial para cada um.

“Sou muito apaixonado por isso, mas não tenho interesse de ter muitos atletas, pois gosto mais de dar um tratamento personalizado, de fazer contato, saber como está a vida dos atletas, a família dos caras e para isso precisamos de tempo”, disse.

O próximo atleta de Léo Hipertensão em ação será Rodrigo Cavalheiro que recentemente assinou contrato com o Brave e vai lutar na edição que será realizada na Irlanda dia 9 de junho. O empresário fala sobre a próxima batalha, mesmo não podendo acompanhar seu lutador de perto, pois passará um mês gravando um documentário na Europa.

“Essa luta fechamos muito em cima da hora e fechamos um contrato de três lutas com o Brave. Eles estão confiando muito no trabalho que estamos fazendo juntos e nós não temos outro objetivo que não seja o cinturão. Estamos fazendo um trabalho bem bacana e o Rodrigo estará indo para a American Top Team semana que vem, que é um camp antigo que ele já fazia. Dessa vez não vou poder ir porque eu também sou apresentador de programas de esporte e vou estar fazendo um projeto, o Life Journeys, onde farei o Caminho Santiago de Compostela, vou sair no dia 10 de junho e vou terminar dia 17 de julho, onde estarei gravando um documentário para a televisão e online também”, disse.

Categorias
EsportesLutasMMA

Relacionados