Grand Slam de Taekwondo luta
Grandes nomes do Taekwondo brasileiro entraram em ação no Rio de Janeiro – Foto: Renato Nogueira

Grand Slam forma Seleção Brasileira de Taekwondo para 2018

O Rio de Janeiro recebeu no último fim de semana (entre 23 e 25 de fevereiro) o Grand Slam de Taekwondo 2018 e o público que compareceu ao Cefan pode ver grandes nomes do esporte em ação. O torneio além de levar ao pódio seus vencedores garantiu vaga na seleção brasileira permanente da temporada aos dois primeiros colocados, em todas as categorias do adulto e juvenil.

A competição teve seus últimos combates no último domingo, dia 25/02, após três dias de muitos confrontos que relevaram novos nomes para a modalidade e reforçaram uma grande competitividade de alto nível nacionalmente.
O medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Maicon Andrade garantiu sua vaga ao vencer todas as suas lutas, na categoria + 87 kg, com ampla vantagem.

“Aqui estavam os melhores atletas do Brasil e eu treino muito para chegar e dar meu melhor. Estava parado por conta de uma lesão, mas graças a Deus recuperei rápido, muito bem, consegui concretizar a meta do ano e deu tudo certo. Agora quero competir no circuito europeu e já me preparar para o Sul-Americano e o Pan-Americano, que eram os objetivos principais ao entrar na seleção. O tempo de espera durante a competição é a parte mais difícil e o psicológico pesa, mas quando a gente entra no combate tem que concentrar e fazer o trabalho. A minha equipe é muito unida e alegre, estamos sempre acompanhando uns aos outros e fazer parte deste time, um dos mais fortes do país, é muito gratificante”, comentou Maicon Andrade.

Maicon Andrade 1

O medalhista olímpico, Maicon Andrade garantiu sua vaga ao vencer todas as lutas – Foto: Mariana de Sá/CBTKD

O primeiro colocado, de cada categoria lutada, garantiu vaga de titular e o segundo a de reserva. Ainda no masculino, Paulo Ricardo de Melo, do Rio Grande do Norte, venceu o duro confronto contra Weligton Fraga, do Rio Grande do Sul, e se confirmou mais uma vez como titular da categoria até 54 kg, com apenas 20 anos.

“Não conhecia a arte, fiz uma aula experimental, gostei e hoje o Taekwondo mudou minha vida. Faço parte do programa Olímpico da Marinha do Brasil, que também me ajuda bastante a disputar as competições nacionais e internacionais. Este é meu terceiro Grand Slam e conquistei meu segundo ouro. Na última temporada fiquei fora da seleção, mas reforcei os treinos para poder compor a seleção no Pan-Americano. A luta final foi bem acirrada, contra um atleta forte, que já conheço, mas no final consegui vencer e estou muito satisfeito”, comentou Paulo Ricardo, que conheceu o Taekwondo por amigos.

Pela manhã as meninas tomaram conta das quatro quadras que formaram a área de competição e o público pôde acompanhar combates de elevado nível técnico. Entre os destaques estão Camila Bezerra e Milena Titoneli, que defendendo o time de São Caetano garantiram-se, mais uma vez, como titulares de seus respectivos pesos, na temporada e agora almejando o título do Pan-Americano.

“O nível da competição foi bem forte, com atletas muito boas, mas agora quero continuar treinando para ser campeã Pan-Americana”, comentou Milena Titoneli, de 19 anos.

“Eu entrei ano passado e este ano consegui me manter titular. O tempo de uma luta para outra é complicado, porque temos que sair de um combate e já pensar na próxima e poder continuar na competição. Agora quero ser campeã Pan-Americana”, completou Camila Bezerra.

Em um dos grandes combates da manhã, pela categoria – 46 kg, Nívea Barros, do Rio Grande do Norte, levou ao “golden score” o combate que chegou a estar perdendo por 6 a 11, contra Iris Tang Sing, atleta que disputou os Jogos Olímpicos Rio 2016. Na pontuação de ouro, Nívea levou a melhor e garantiu presença na quarta de final.

Também atleta do Rio Grande do Norte, Nívea ficou na segunda colocação, garantindo-se como primeira reservar, ao ser derrotada na decisão pela experiente Talisca Reis, que mais uma vez, é a campeã da até 49 kg (foto acima).

O treinador da Fabio Lourenço comentou sobre o fruto do trabalho de base que o Team Taekwondo Escola realiza em Natal.

“Hoje nossos dois atletas subiram ao pódio, o que nos deixa muito confiantes no trabalho de alto rendimento. Nívea Barros e Paulo Ricardo fazem parte de um trabalho de base muito forte, que já dura muito tempo, mas com certeza ano que vem, ambos vão chegar mais fortes e em busca das primeiras colocações. Nossa equipe irá participar do Open Nordeste para poder buscar mais vagas para a próxima edição do Grand Slam. Hoje trabalhamos com mais cem crianças, junto com alguns projetos sociais, nas categorias juvenil e cadete. Nosso time já soma 16 medalhas internacionais e revelamos nomes importantes ao esporte como Bruna Silva e Carlos Eduardo, medalhistas do Pan-Americano, Clécio Albano entre outros”, disse Fabio Lourenço.

Categorias
EsportesLutas

Relacionados