Ex presidente AIBA
Nas investigações, uma das suspeitas é de que Ching-Kuo Wu tenha desaparecido com valores equivalentes a R$ 42 milhões – Foto: AFP

Investigado por corrupção no boxe, Ching-Kuo Wu renuncia ao cargo de presidente da AIBA

Após 11 anos na presidência da Associação Internacional de Boxe (AIBA), Ching-Kuo Wu anunciou a renúncia na última segunda-feira (20). O tailandês é investigado por corrupção e , segundo ele, tomou a atitude para que “possam ser resolvidos os problemas de dentro da AIBA”.

“Tomei esta decisão para o esporte que eu amo e dedicou minha vida. Continuo empenhado em garantir uma entrega harmoniosa para a nova liderança. Agradeço o tempo em que fui autorizado a servir ao nosso esporte, à AIBA e à comunidade de boxe”, declarou o dirigente.

Membro do Comitê Olímpico Internacional (COI), Ching-Kuo Wu é suspeito de desviar R$ 42 milhões.Com a decisão do tailandês, a presidência da AIBA passa a ser comandada de forma interina pelo italiano Franco Falcinelli, que vai exercer todos os poderes do presidente em conformidade com os estatutos.

“Gostaria de agradecer Ching-Kuo Wu por sua contribuição ao esporte do boxe e à AIBA ao longo de muitos anos e desejamos-lhe o melhor. Nosso foco está agora no futuro e nos concentraremos em nossa missão principal de promover e desenvolver o nosso esporte em colaboração com as 202 federações nacionais, disse Falcinelli.

A AIBA convocará um congresso extraordinário com todas as suas federações nacionais no dia 27 de janeiro de 2018 em Dubai, para promover mudanças em sua diretoria.

Categorias
Boxe

Relacionados

Pin It on Pinterest

Share This